quinta-feira, 24 de julho de 2008

LIVROS - RESENHA DO LIVRO "CAPITAL E TRABALHO NA AMAZÔNIA OCIDENTA L" DE PEDRO VICENTE COSTA SOBRINHO - OLEG SUKHANOV

“Capital e trabalho na Amazônia Ocidental”, livro de Pedro Vicente C. Sobrinho, descortina um vasto painel da evolução histórica das lutas sociais do trabalhador do Acre, desde o surgimento do movimento, no começo do século XX, até os anos de 1970. Nele as condições econômicas, sociais e políticas se revelam articuladas no nível da região, sendo determinantes no condicionamento de um sindicalismo de perfil diferenciado do conjunto das lutas sociais do trabalhador brasileiro. O livro, por revelar assunto inédito na bibliografia sobre a Amazônia, e também pelo rigor e profundidade de sua crítica, torna-se leitura obrigatória para o público interessado (estudiosos ou não) da questão amazônica; constituindo-se numa contribuição importante para a compreensão histórica da sociedade brasileira. (Oleg Sukhanov)

Capital e trabalho na Amazônia Ocidental. Pedro Vicente C. Sobrinho. São Paulo: Cortez Editora; Rio Branco (AC): Universidade Federal do Acre, 190 p., 1992.

4 comentários:

Anônimo disse...

“... concluí leitura detida e atenta do seu Capital e trabalho na Amazônia Ocidental. (...) é seguramente um marco na literatura sobre o assunto naquelas paragens do nosso país. (...) Enfim não me surpreende como não surpreende ninguém que conheça a sua inteligência aguda e a sua sensibilidade...”.
Sebastião Vilanova – sociólogo e ensaísta

Anônimo disse...

“... ademais de ser um empenho analítico, este livro é também um testemunho de solidariedade com uma terra e uma gente que, para Pedro Vicente, se converteram em sua terra e sua gente”.
José Paulo Netto – Ensaísta e Professor da UFRJ.

Anônimo disse...

"... A riqueza de sua análise, dispensando o teoricismo estéril, faz reviver uma vez mais o contraste entre as cores vivas do real e a palidez das construções teóricas".

Celso Frederico - Ensaista e Professor da USP.

Raimundo disse...

Capital e Trabalho na Amazônia é, sem sombras de dúvidas, uma das melhores obras que já li sobre o Amazônia, pois, como poucos, Pedro Vicente consegue com a leveza de sua pena analisar o duro processo de ocupação das pairagens amazônica(Acre)e numa relação tensa do Capital e do Trabalho.